visao-estrategica_small

Carreira em TI: Consultoria

Neste artigo serão apresentadas algumas realidades vivenciadas por consultores de Tecnologia da Informação. Este artigo é destinado para quem quer conhecer um pouco melhor como funciona uma consultoria, seu cotidiano e os benefícios que está carreira proporciona ao profissional.

Existem praticamente dois tipos de linha de atuação que serão descritas a seguir:

  • Única empresa: Neste campo de atuação encontra-se a maioria dos profissionais de TI, os quais atuam exclusivamente para uma única empresa, seja na modalidade CLT ou PJ. Normalmente, o foco destes profissionais é dominar e conhecer todo o ambiente em que atuam, ou seja, se você é DBA Oracle, irá tentar se integrar o mais rápido possível sobre as configurações do banco de dados, tabelas, servidores envolvidos, sistemas, para depois poder atuar com mais “tranquilidade” no dia-a-dia, mantendo o banco sempre operacional, com backups regulares, entre outros.
  • Consultoria:  Atuar em consultorias significa que o profissional trabalha para diversas empresas, de diversos tamanhos e segmentos, porém o foco de atuação é o mesmo, ou seja, mantendo a linha do DBA Oracle, o profissional irá atuar com banco de dados para diversas empresas, realizando praticamente o mesmo serviço, porém em ambientes, configurações, pessoas, culturas, regiões diferentes.

A partir desta simples explicação, alguns pontos envolvendo a carreira na área de consultoria serão abordados:

  • Conhecimento: Atuando em consultoria, o profissional consegue evoluir o conhecimento e experiência nas soluções de forma mais rápida. Para exemplificar esta afirmação será utilizado um exemplo de profissional que trabalha com Windows Server. Se o profissional atua em uma única empresa, a quantidade de projetos envolvendo uma instalação, migração ou configuração de recursos como AD, DFS, WSUS, Hyper-V serão poucos. Já na consultoria, ele pode desenvolver diversos projetos deste tipo para diversas empresas em um curto período de tempo, o que proporciona maior amadurecimento e base de conhecimento para resolução de problemas.
  • Networking: Consultores estão em contato com diversas empresas, conhecendo diversos profissionais, ramos de atuação, cenários, ambientes o que permite realizar um bom networking.
  • Soluções Tecnológicas: Dependendo da consultoria que esteja atuando, irá propiciar projetos envolvendo soluções de ponta, ou seja, clientes demandando projetos complexos com alta tecnologia envolvida que praticamente você só iria ter contato frequente se atuasse como consultor. Exemplo: Projeto de reestruturação de todo parque tecnológico do Datacenter, envolvendo servidores, firewall, alta disponibilidade, virtualizadores, serviços, sistemas, entre outros. Se o ramo de consultoria que atua for esse, o profissional terá a oportunidade de realizar diversos projetos semelhantes.
  • Treinamentos: Grande parte das consultorias possuem parcerias com fabricantes, o que garante aos profissionais oportunidade de realizar treinamentos diretamente com os fabricantes das soluções. Exemplo: Se o ramo da consultoria for segurança da informação, provavelmente o consultor terá a possibilidade de realizar treinamentos nas soluções de segurança do parceiro, tais como, firewall, antivírus, antispam, DLP, entre outros, e conquistar as certificações dos produtos no qual aprimora o currículo.
  • Zona de Conforto: Quando atuamos em consultoria, não existe a conhecida “zona de conforto” pelo simples fato de que existem diversos clientes com diversos problemas, projetos, soluções tecnológicas que irão demandar muito estudo, esforço, busca de conhecimento para o profissional manter-se sempre atualizado, podendo assim apoiar os clientes e novos projetos.
  • Consultor Externo: Existem dois tipos de consultores, o que atua de forma remota nos clientes e o que está em campo, ou seja, fisicamente no cliente realizando o trabalho. Neste caso, os profissionais precisam ter disponibilidade para viagens, horário flexível, podendo passar alguns dias, semanas ou até meses na região do cliente para concluir algum projeto.
  • Trabalho em equipe: Os profissionais que queiram trabalhar como consultores precisam entender que a maioria dos projetos e serviços realizados irão envolver outros consultores, portanto o profissional precisa aprender a trabalhar em equipe, ter uma boa comunicação e estar sempre disposto a ajudar a equipe, já que o sucesso ou não de um projeto irá depender de todos os envolvidos no mesmo.

Pontos de atenção: Quando se atua na área de consultoria, é importante ter em mente algumas situações que possam ocorrer, entre elas:

  • Dedicação: Conforme já apresentado, o profissional de consultoria precisa estar 100% disposto a evoluir, estudar, aperfeiçoar, corrigir, já que novas soluções surgem constantemente. A consultoria em que trabalha pode mudar de parceiro, de produto, de foco e irá ser necessário realizar todo trabalho de adquirir experiência nas novas soluções.
  • Viagens: Para alguns, pode não ser um ponto de atenção, mas para outros e dependendo do campo de atuação, passar semanas fora do estado que vive ou até mesmo do país pode ser inviável.
  • Projetos: O consultor precisa sempre manter a mente aberta e ter discernimento para tratar da melhor forma possível reclamações de clientes, questionamentos, possíveis conflitos, projetos que não foram bem sucedidos, descontentamento, entre outros. Afinal, quando se atua com diversos projetos, em diferentes clientes, o risco de algo não sair exatamente como deveria é maior.
  • Opiniões: É comum consultores terem uma postura e pensamento já formados sobre diversos aspectos e, neste ponto, algumas recomendações podem ser úteis: – Evite criticar o cliente (seja a estrutura dele, programa, servidor, erp, entre outros. Em vez de criticar, tente apresentar soluções que possam ser melhores aproveitadas na estrutura). – Evite conversas sobre alguns temas (religião, futebol e política), dependendo do cliente pode gerar algum clima ou tensão que não são agradáveis. Tenha sempre em mente que o consultor é o reflexo da consultoria em que trabalha, ou seja, sempre tente transmitir a melhor impressão para os clientes, seja sempre simpático, trate todos com educação e respeito da mesma forma que gostaria de ser tratado.

Os pontos apresentados neste artigo não retratam a realidade de todas as consultorias e também não significa que os profissionais que atuam nesta área vivenciam os pontos apresentados, visto que são algumas situações que possam ser vivenciadas por profissionais que queriam trabalhar como consultor, bem como os pontos de atenção são opiniões de quem atua na área e não existe uma regra que deve ser seguida.

Fonte da imagem: http://www.emprendices.co/

The following two tabs change content below.
Fundador da PDCA TI - Consultoria & Treinamentos. Atuação nos clientes de diversos segmentos e porte, visando a análise e evolução do nível de maturidade dos processos das áreas de Tecnologia da Informação (Governança de TI, Gestão de TI e Infraestrutura) e Segurança da Informação. Palestrante em diversos fóruns, empresas e universidades. Professor dos cursos online e presenciais promovidos pela PDCA TI. Maiores informações, acesse o site www.pdcati.com.br. Graduado em Sistemas de Informação; Pós-graduado em Governança de TI; MBA em Gestão da Segurança da Informação. Certificações: ITIL v3; COBIT; ISO 20000; ISO 27002; Amazon Contato: [email protected]

Latest posts by Gustavo de Castro Rafael (see all)

Deixe uma resposta