MSSQL running on linux

Microsoft acaba de anunciar o SQL Server em Linux

Hoje em 07 de março de 2016, o vice-presidente executivo de Cloud and Enterprise Group da Microsoft – Scott Guthrie – realizou um anúncio um pouco inusitado e muito esperado por vários administradores de banco de dados MSSQL. O anuncio oficial pode ser visto no blog da Microsoft, o intuito deste artigo não é ser uma tradução do mesmo, por isso irei resumi-lo, caso queira complementar as informações sugiro que visite o blog oficial.

Scott Guthrie diz empolgado que este tem sido um ano incrível para a área de dados da Microsoft. Informa também que nesta quinta feira, haverá um lançamento de uma onda de atividades para o SQL Server 2016, ficando com disponibilidade geral no fim do ano, citando alguns novos recursos bacanas como novos recursos de criptografia (o que já é tendência da Microsoft e já foi anunciado no Hyper-V 2016, já que agora, depois de muito tempo as pessoas começaram a se preocupar com a segurança de dados que se encontram em nuvem), suporte a banco de dados rodando na memória (isso me lembra um pouco de HANA, mais não vi muitos detalhes, só que o desempenho pode chegar a 100x o desempenho convencional),  alta performance em Data Warehousing, um recurso de analise avançada para analise preditiva, e recursos únicos de nuvem para implantação de arquitetura híbrida(mais uma coisa que falo a anos sobre nuvem e agora que estão percebendo que irá ser a grande tendencia).

Segundo Scott, estas melhorias, e muitos mais, são todos construídos em SQL Server e não vem apenas um novo banco de dados, mas uma plataforma completa para gerenciamento de dados, análise de negócios e aplicativos inteligentes, que pode ser usado de forma consistente on-premises e na nuvem, e cita também que, ao longo do último ano usaram a base de códigos do SQL Server 2016 para ser executado em produção de mais de 1,4 milhões de bancos de dados SQL em nuvem usando o banco de dados SQL Azure como uma oferta de serviço, e esta experiência do mundo real fez SQL Server 2016 uma plataforma de dados incrivelmente robusto e passou pela prova de fogo, o que irá nos proporcionar um software já bem maduro logo em sua versão RTM.

Mas a parte que realmente estou interessado em compartilhar, tentarei ser o mais fiel possível na tradução, casso tenha passado batido em algo, peço que comentem, pois já está tarde e estou bastante cansado!

Estendendo o SQL Server para agora também rodar em Linux

“Hoje eu estou animado para anunciar nossos planos para trazer o SQL Server para Linux também. Isso permitirá que o SQL Server forneça uma plataforma de dados consistente em Windows Server e Linux, bem como on-premises e em nuvem”, disse Scott Guthrie. “Estamos trazendo o core do banco de dados relacional para preview hoje e estamos prevendo a disponibilidade em meados de 2017.

O SQL Server em Linux vai oferecer aos clientes ainda mais flexibilidade na sua solução de dados. Um com o desempenho de missão crítica, TCO líder da indústria, com a melhor segurança do segmento, e inovações de nuvem híbrida – como databases elásticas que permite que os clientes acessem seus dados no on-premises e em nuvem sempre que precisarem a um baixo custo – tudo com SQL Server .”

“Esta é uma decisão extremamente importante para a Microsoft, permitindo oferecer seu banco de dados já conhecido e confiável para um conjunto maior de clientes”, disse Al Gillen, vice-presidente do grupo, infra-estrutura corporativa, da IDC. “Ao tomar este produto chave para Linux, a Microsoft está provando seu compromisso de ser um provedor de soluções cross plataform. Isso dá aos clientes escolha e reduz as preocupações com o sistema operacional. Seria de esperar que isso também vai acelerar a adoção global do SQL Server. “

“A experiência empresarial comprovada do SQL Server e capacidades de oferecer um recurso valioso para os clientes corporativos Linux em todo o mundo”, disse Paul Cormier, presidente de Produtos e Tecnologias da Red Hat. “Nós acreditamos que nossos clientes irão acolher esta notícia e estão felizes em ver a Microsoft a aumentar ainda mais o seu investimento em Linux. À medida que construímos nossa parceria profunda em nuvem híbrida, abrangendo não apenas Linux, mas também middleware e PaaS, estamos animado para agora estender a colaboração para o SQL Server no Red Hat Enterprise Linux, trazendo clientes empresariais uma maior possibilidade de escolha de banco de dados. “

“Estamos muito satisfeitos por trabalhar com a Microsoft, trazendo o SQL Server para Linux”, disse Mark Shuttleworth, fundador da Canonical. “Os clientes já estão tirando proveito dos serviços Azure Data Lake no Ubuntu, e agora os desenvolvedores serão capazes de construir aplicações modernas que utilizam recursos empresariais do SQL Server.”

O preview privado do SQL Server em Linux está disponível a partir de hoje e a Microsoft está muito ansiosa para trabalhar com a comunidade, com os clientes e os parceiros para traze-lo ao mercado.

Se quiser assistir ao evento Data Driven (em inglês) dessa quinta-feira 09/03/2016, clique aqui para saber mais e adicionar ao calendário.

Eu particularmente fiquei muito empolgado não só sobre a noticia do SQL Server rodando em Linux, mais principalmente por exporem que grandes players de soluções Open Source como a Red Hat e Canonical estão trabalhando fortemente em parceria com a Microsoft, para mim este era um mundo utópico no qual posso acordar um dia!

The following two tabs change content below.
Atua como Analista de Segurança da Informação Sênior em uma empresa de consultoria de Segurança da Informação e Tecnologia do interior de São Paulo. Trabalha com computação desde 1998 e iniciou suas atividades como Analista de Segurança da Informação em 2002 prestando consultoria e participando de projetos voltados a Segurança da Informação. Também é sócio de uma empresa de soluções de Alta Disponibilidade.